• Lorena

Conhecendo Conceição do Ibitipoca


O amor por Minas Gerais e seus cantinhos nos levou a conhecer a vila de Conceição do Ibitipoca – ou simplesmente Ibitipoca – pertencente ao município de Lima Duarte.

O seu nome é de origem tupi que significa a "montanha estourada", "serra fendida", através da união dos termos ybytyra ("montanha") e pok ("estourar").

O turismo é a atividade econômica mais relevante do distrito. Durante o ano, diversas feiras e festivais acontecem no local e povoam a vila de turistas. O ecoturismo também é um destaque, com lindas cachoeiras e trilhas no Parque Estadual do Ibitipoca.

Como um tradicional distrito mineiro de mais de 300 anos, as igrejinhas de Ibitipoca também são um encanto a parte. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, construída em 1768, possui o sino edificado separado da igreja e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, datada do século XIX, foi erguida pelos escravos.

COMO IR

Para chegar em Ibitipoca é necessário pegar a BR-040 e depois a BR-267. Vindo de Belo Horizonte são aproximadamente 360 km e do Rio de Janeiro são cerca de 270 Km.

Saímos de BH com destino a Ibitipoca e fizemos uma viagem com duração de 5:30 horas. A estrada após Lima Duarte é de terra e estava um pouco esburacada. Esse trajeto durou cerca de 30 minutos para os 27 Km de extensão. A subida para o distrito é bem íngreme e em pouco escorregadia. Se seu carro é daqueles rebaixados você terá dificuldade em subir. Essa parte esta sendo calçada, o que ajudará e muito a subida.

Existe também a opção de ônibus que sai diariamente de Lima Duarte, porém o horário é único.

ONDE FICAR

O distrito é bem rústico com casinhas simples e coloridinhas. Uma graça de se ver!

Há algumas pousadas, chalés, áreas de camping e kitnet que você pode alugar para se hospedar. Recomendamos que você alugue com antecedência, pois a disputa nos finais de semana e em dias de eventos são grandes. Acesse aqui e encontre a sua hospedagem.

ONDE COMER

No centrinho há muitos barzinhos e pizzarias, além do ‘shopping’ que é um espaço que concentra muitos bares/restaurantes e lojinhas. O preço da alimentação é super em conta.

No centrinho você também encontra a Ibitipão, uma padaria com quitutes gostosos. É muito comum você encontrar nas janelas a placa de vende-se pão de canela, sem dúvida eu garanti o meu e não me arrependi!

PARQUE ESTADUAL DO IBITIPOCA

O Parque, criado em 1973, possui a extensão de aproximadamente 1500 hectares e conta com diversas trilhas, grutas, cachoeiras e paredões. Ele fica a 3 Km do centro do arraial e dá para ir a pé ou de carro. Algumas trilhas eu considerei de difícil locomoção, principalmente por andar, subir e descer sobre pedras e areia escorregadia.

A entrada custa R$ 20,00 nos dias úteis e R$25,00 nos sábados, domingos e feriados e deve ser paga em espécie. Há horário limite para entrada no Parque e limitação de pessoas, então não chegue muito tarde.

O Parque também possui estacionamento e área de camping, que também são limitados e não tem como fazer reserva.

Para conhecer todo o parque com tranquilidade você precisa de pelo menos três dias inteiros. Eu dei a volta no parque em um dia e fiquei morta, ainda assim não consegui conhecê-lo totalmente. O ponto positivo é que o parque é totalmente sinalizado com as distâncias e rotas que você pode seguir.

Basicamente, você possui três circuitos para se fazer no Parque: Circuito Janela do Céu, Circuito das Águas e Circuito Pico do Peão. Você pode combinar dois desses circuitos em um dia só ou conhecer cada um em um dia.

No meu caso, eu combinei o Circuito Janela do Céu com algumas cachoeiras do Circuito das Águas na volta. O Circuito Pico do Peão ficou para próxima oportunidade (é minha desculpa para voltar a Ibitipoca rs).

Iniciamos o percurso pelo Circuito Janela do Céu. Esse circuito possui cerca de 16 Km no total com duração mínima de cinco horas de caminhada (ida e volta). Durante o caminho, com muitas subidas e descidas, ora tranquilas e ora escorregadias, apreciamos a vista incrível do mar de montanhas.

Lá em cima tem o cruzeiro que é um ótimo ponto de parada de descanso. O circuito também possui várias grutas que merecem ser conhecidas.

Após uma longa caminhada chegamos a tão famosa Janela do Céu. Você chega por cima da cachoeira e não é possível ver a sua queda d’agua. O seu nome é devido ao emoldurado que as árvores formam, parecendo uma janela para a linda vista de fundo.

Mas nem só de coisa boa vive o homem, não é mesmo? Para tirar essa foto de cima tive que ficar quase uma hora na fila! Fila na cachoeira? Como assim? É isso mesmo e olha que eu fui em um sábado que não tinha movimento na vila.

Como essa cachoeira é o point e é o objetivo da maioria que vai ao parque, ela fica sempre cheia, mas isso não tira sua beleza.

Um pouco mais atrás tem a cachoeirinha, um lugar lindo para se fazer fotos também.

Saindo da Janela do Céu, pegamos o trajeto de volta passando pelo Circuito das Águas e entrada do Circuito Pico do Peão.

O Circuito das Águas é de trilha bem tranquila e você pode fazer com crianças facilmente. São várias cachoeiras de águas geladinhas para você curtir. Esse circuito é relativamente pequeno, com certa de 5 Km de extensão.

Fizemos os dois circuitos com pouco mais de 7 horas no total, confesso que foi bem puxado e aproveitei pouco das cachoeiras.

O circuito Pico do Peão dura em média 6 horas para percorrer os seus 11 Km de extensão e curtir as grutas.

DICAS:

- Ibitipoca não pega celular Tim e Oi. As operadoras Claro e Vivo costumam pegar bem mais ou menos;

- Levar preferencialmente dinheiro vivo, há locais que não são aceitam cartões de crédito e não há bancos/caixas eletrônicos;

- Levar cloro para colocar na água caso queira tomar água da cachoeira durante o passeio no Parque Estadual, isso me salvou pois a água da minha garrafinha acabou muito antes do imaginado;

- Levar lanche, óculos escuros, boné e protetor solar, pois no percurso das trilhas não há sombra e muito menos venda de bebidas/alimentos/entre outros;

- Vá de tanque cheio, pois o posto de combustível mais próximo fica em Lima Duarte;

- O limite diário do Parque Estadual do Ibitipoca é de 600 pessoas, então chegue cedo caso vá em finais de semana e feriados;

- Independente da época do ano, leve roupa de frio. As noites costumam ser bem geladas.

Maiores informações sobre Ibitipoca você encontra nesse site que promove o turismo na vila www.ibitipoca.tur.br/

#MinasGerais #ibitipoca #ecoturismo

49 visualizações
Viagem é com as Mineiras Viajantes.
Aqui você encontra dicas valiosas de viagens em Minas Gerais, Brasil e dos melhores destinos do mundo.
Aprenda a viajar barato conosco. Oferecemos Assessoria em Viagem.
Conheça os melhores destinos e lugares para viajar com as Mineiras Viajantes!

sobrenós

2016 @mineirasviajantes